Sobre este blog

Ser mestre é ser um semeador; não qualquer um deles, entretanto, aquele semeador que não escolhe o solo em que vai lançar sua semente e que não se queixa ou questiona se o solo é seco, árido ou fértil, porque o essencial é semear...



11 de dez de 2014

ÚLTIMA POSTAGEM DO ANO

Caros alunos do Casimiro de Abreu, desejo a todos um bom final de ano, que todos tenham o descanso merecido para desfrutar de uma boa festa de Natal ao lado de seus familiares e entes queridos, que as férias lhes sejam muito agradáveis e revigorantes para a continuidade de seus estudos no próximo ano e que ele seja maravilhoso! 
A mensagem abaixo vai especialmente aos 3ªs anos que se formam na próxima 2ª feira.



Próxima jornada

O ano passou, muitos de vocês se esforçaram para aprender e cuidar melhor da sua formação, outros nem tanto; não se preocuparam em realizar tarefas e atividades propostas por seus mestres.
Ainda é tempo de mudança, na próxima etapa da construção de suas vidas, procurem dar o melhor de si, investir em sua educação, pois dela sairá o sustento digno para sua família no futuro.
Todo o recurso conseguido por meios antiéticos e desonestos nada constrói de positivo e reproduz o mal e os falsos valores.
Na próxima semana, a conclusão de seu trabalho, representada em um certificado. Que ele tenha um valor real e represente o conhecimento e a lapidação da sua personalidade como ser humano consciente e atuante na sociedade para a construção de um mundo melhor para todos nós.
Que suas vidas sejam repletas de sucessos, boas iniciativas e sobretudo, de felicidade pessoal.
Não mais nos veremos diariamente como dantes, mas fica aqui, a lembrança dos momentos de convivência, de interação e de aprendizagem mútua.Sejam muito felizes!

25 de nov de 2014

CAROS ALUNOS: PROSSIGO COM A VERIFICAÇÃO DAS QUESTÕES 3, 4 E 5 DO PROJETO P.A.A (PROJETO DE APOIO À A- PRENDIZAGEM)


 A questão 3 diz respeito ao texto descritivo, e para quem atentou bem para o enunciado vocês teriam que analisar as frases e classificá-las como falsas ou verdadeiras, para isso colocando as letras V (verdadeiro) e F (falso) respectivamente. Vejamos o enunciado, muitos não lhe deram atenção e assinalaram um x nos parênteses:

3. Coloque nos parênteses, V para verdadeiro e F para falso.
Quanto ao texto descritivo podemos afirmar que:

a) é um texto do tipo literário que usa linguagem formal, culta. (v)
b) ele consta sempre em um texto narrativo, para dar uma imagem da cena e dos personagens ali presentes. ( v  )
c) seja um texto técnico que usa linguagem informal. (  f  )
d) é um texto que narra um fato, um episódio qualquer. (  f )
e) para se fazer uma boa descrição, é preciso ser bom observador.(   v)

CONSIDERAÇÕES SOBRE ESSA QUESTÃO:

Em primeiro lugar deve-se sempre reler o enunciado (quanto ao texto descritivo podemos afirmar que) e tentar relacioná-lo com as afirmações

A primeira frase (a) é verdadeira porque o texto descritivo é ficcional, criado por um autor sobre um tema e necessita de linguagem padrão da norma culta, como explicitado em aula.

A segunda frase (b) também é verdadeira, uma vez que a descrição está sempre presente em textos narrativos (onde se contam episódios) e a descrição entra para dar um colorido caracterizando cenas e personagens, conforme visto em sala.

A terceira frase (c) é falsa uma vez que não podemos afirmar que o texto descritivo seja texto técnico (embora precisemos usar técnicas para construí-lo)  e que use linguagem do dia a dia(informal) dois absurdos.
Ainda a respeito, texto técnico é aquele tipo de texto também conhecido como oficial, que vocês já aprenderam em Requerimento, lembram-se?

A quarta frase (d) também é falsa, pois não se pode afirmar que texto descritivo narre um fato, essa é uma característica do texto narrativo.

A quinta frase (e) é verdadeira, pois para fazermos uma boa descrição é preciso ser um bom observador.

A questão 4 diz  respeito aos mecanismos da linguagem e das classes de palavras sobre os adjetivos e locuções adjetivas  usados na caracterização dos elementos de uma cena e teriam que completar a frase abaixo:

Os adjetivos e locuções adjetivas servem para.........aos elementos que compõem a cena.

A resposta correta seria completada pela frase dar características, dar atributos  como muitos responderam.

Essa questão dos adjetivos, locuções e orações  adjetivas foi vista e revista através de exercícios com textos e sua desmontagem e montagem.


A questão 5 era a criação de um texto descritivo propriamente dito através da observação de uma gravura, conforme havia sido treinado em sala de aula. E o enunciado pedia a construção de um banco de dados descritivo e a montagem do respectivo texto.Exibo abaixo um exemplo de como poderia ter sido feito, ressaltando que muitos produziram belos textos.
Era essa a imagem da prova retirada do site:www.googleimage.com.br



Construindo o banco de dados


SUBSTANTIVOS
ADJETIVOS
LOCALIZAÇÃO
OUTROS RECURSOS
Duas cachoeiras
Límpidas, transparentes
brotam do meio das rochas, no seio de uma mata intocada
 verdadeiro cristal líquido,  cuja pureza ainda não foi maculada pelas mãos do homem
O rio
Verde escuro, calmo e silencioso

Segue seu rumo e acolhe as águas das cascatas que vêm do alto e deixa à mostra, as pedras do fundo
O verde
 Intenso e monocromático
Presente ao redor
Enche os olhos e transmite paz
O lugar
Mudo, calado
Distante de tudo
Mostra-se como um templo sagrado da natureza

MONTAGEM DO TEXTO

Paraíso perdido


Duas cachoeiras límpidas,  transparentes brotam do meio das rochas, no seio de uma mata intocada, verdadeiro cristal líquido cuja pureza ainda não foi maculada pelas mãos do homem.
Seguindo seu rumo, verde- escuro, calmo e silencioso,  o rio acolhe as águas das cascatas que vêm do alto, e deixa à mostra, as pedras ao fundo.
O verde intenso e monocromático presente ao redor, enche os olhos e transmite paz.
O lugar mudo, calado, distante de tudo, mostra-se como um templo sagrado da natureza.


E aqui foi uma pequena amostra do texto descritivo que foi solicitado, acredito que tenham aprendido a técnica das frases nominais, inversão de frase e construção criteriosa de um banco de dados. Pelo que pude ver e corrigi, a maioria se saiu muito bem. Parabéns!

19 de nov de 2014

Boa-tarde, prezados alunos do Casimiro de Abreu:



Deixo aqui umas linhas a respeito da avaliação que fizeram ontem a respeito do Projeto P.A.A (Projeto de Apoio à Aprendizagem)
Como puderam ver, foi uma prova coerente com o que viram durante todo o semestre, auxiliada pela opção da pesquisa em caderno ou online (onde puderam pesquisar o material do blog e outros afins).
Acredito ser esse o melhor tipo de prova para que aqueles que não se envolveram em prestar atenção às aulas ou fazer as atividades conseguirem ter contato com esse assunto tão importante que pode fazer melhoras consideráveis no nível da redação de um modo geral.
Fazer pesquisa individual não significa trabalhar em grupo, temos que manter a ética, a honestidade acima de tudo, pois já estamos tendo a chance de pesquisar e nesse momento nosso pensamento é único sem comunicação por meio de mensagens eletrônicas.
Fica aqui a parabenização  a todos que se esforçaram e cumpriram sua obrigação e para aqueles que ainda não o fizeram, que possam melhorar no próximo ano em que terminaremos esse projeto.
Abaixo, a correção e comentário da prova realizada, tenham certeza de que a maioria conseguiu alcançar os objetivos propostos. Um bom Natal, um ano novo melhor ainda, e...Finalmente: Boas-férias!
Àqueles que concluem o curso, no caso, os 3ºs anos, minhas felicitações e votos de muito sucesso profissional e em sua vida pessoal!

CORREÇÃO DA AVALIAÇÃO DO PROJETO P.A.A
(Hoje, comentarei apenas a questões 1 e 2 referentes ao Requerimento, e as demais nas próximas postagens).

A prova oferecida foi de múltipla escolha, ou objetiva com enunciados diferentes de questão para questão. Assim: 

A 1ª questão oferecia um indagação (atenção ao significado dessa palavra =pergunta) Se não sabiam o que queria dizer a palavra indagação, tinham a opção de consultar um dicionário online, já que a prova era de consulta plena.

No enunciado da questão, o pedido era para que assinalassem a alternativa (portanto era uma só resposta) mais completa para a indagação.
Essas provas objetivas requerem uma atenção muito grande no que se pede. 

Alguns alunos assinalaram várias alternativas, outros assinalaram algumas corretas, mas incompletas. Atenção!

A reposta que completava melhor à indagação: O requerimento é um tipo de texto que...
Era a alternativa c, porque o requerimento:

Necessita de linguagem culta (formal), formatação especial da página, faz solicitações a estabelecimentos públicos ou privados, é um documento.

Verificar que esta resposta é a mais completa sobre o texto requerimento. Explicando:

Linguagem culta, formal= padrão da língua que não admite gírias, linguagem do dia a dia, erros de português.

Formatação- vocês viram quando digitaram o texto do requerimento no ACESSA da escola. Precisa de margens, espaçamento,parágrafos dentro das normas ABNT como forma de manter a estética do documento e sua aparência.

Faz solicitações a estabelecimentos públicos ou privados- Lembrem-se das aulas dadas a esse respeito, os pedidos são feitos a escolas, departamentos, bancos etc.

É um documento- Esse texto assim como Currículos, recursos etc. são documentos que  ficam arquivados até a sua resposta

A questão 2,  com a qual muitos não souberam lidar, possuía duas partes (pelo motivo de existirem entre as alternativas respostas certas e erradas). Nesta 1ª parte, não era para assinalar alternativa alguma (esse tipo de questão aparece muito em concursos e testes)
Na 2ª parte da questão, deveria ser assinalada apenas uma resposta. Vejamos:

Primeira parte, apenas leitura e deduções:
Ainda quanto ao requerimento, assinale a alternativa que aponta as respostas corretas ( perceba que deve ser apenas uma alternativa a ser escolhida)

Apenas na segunda parte assinalariam a reposta:
Das alternativas acima:
A resposta correta era a b. (as alternativas 2,3,4 estão certas) que seriam:

2) A clareza, a objetividade e uso da linguagem específica a esse tipo de texto são necessárias (objetiva- não pode ser longo esse texto; clareza- criar um texto compreensível para quem vai ler; liguagem específica: uso de frases padrão do tipo: "nestes termos, pede deferimento, uso de pronomes de tratamento etc)

3)A formatação da página deve seguir as normas ABNT(Associação Brasileira de Normas e Técnicas) foi explicado em aula que esse tipo de redação oficial exige a padronização da estética do documento.


4) Os pronomes de tratamento usados devem estar  de acordo com o cargo, função da pessoa a quem dirigimos o requerimento. 
Vimos em sala, fizemos exercícios com os pronomes de tratamento, fizeram requerimentos e usaram os pronomes de acordo com o nível de estudo, cargo ou função da pessoa a quem nos dirigimos no Vocativo e dentro do texto, lembram-se?

CONSIDERAÇÕES


Na questão 1 não poderíamos jamais assinalar como corretas, que o requerimento:

a) Exige uma linguagem informal, do dia a dia com objetivo de fazer uma solicitação. ( trata-se de um documento, não se pode escrever do jeito que quiser)

d)Não há necessidade de formatação e uso de linguagem específica. ( precisamos formatar segundo normas ABNT e a linguagem é técnica, típica de texto oficial)

e) A linguagem não exige clareza ou objetividade neste tipo de texto. (Como? se não for exposto de forma clara o que queremos,não seremos atendidos e não é essa a nossa intenção ao escrever um requerimento, não?)

Na questão 2 poderíamos em hipótese alguma escolher as alternativas:

1)O uso de pronomes de tratamento e frases pré-fixadas não são usadas no requerimento (uma vez que ele usa esses recursos)

5) Esse tipo de texto não é usado atualmente em nenhum estabelecimento público ou privado (escolher essa seria absurdo, se não é usado, por que estamos aprendendo então?)


Espero ter contribuído com essas explicações a respeito das duas primeiras questões a respeito do texto requerimento.

20 de ago de 2014

BOA - TARDE, PREZADOS ALUNOS DO CASIMIRO, A POSTAGEM ABAIXO VAI POR UMA SOLICITAÇÃO DE UMA ALUNA DO 3º C QUE VAI PRECISAR DESTE TEXTO

Essa matéria faz parte do projeto que desenvolvo, mas estava prevista para depois, porém devido à necessidade da aluna acima citada, posto esta técnica que posteriormente será explicada e treinada em sala de aula. O título muitas vezes vem em língua portuguesa: Currículo. Deve iniciar com:
1 Dados pessoais ( data do nascimento, local, filiação etc.).
2 Educação (básica-1º e 2º graus, graduação, especialização, pós-graduação), cursos realizados e habilidades.
3 Experiência profissional e áreas de atuação (se já trabalhou em alguma área ou foi voluntário, deve-se explicitar)
4 Distinções recebidas e referências (alguma premiação, promoção, carta de recomendação, etc deverão constar nesse campo)
Esse documento deve ser objetivo, claro, impessoal (sem opiniões próprias), na língua do país onde será solicitado, também é um documento, portanto segue a mesma formatação em termos de fonte e parágrafos do Requerimento. Exemplo de currículo:

CURRICULUM VITAE

Nome: José A. A.
Endereço: Rua Capitão Rufino, 23, Parque Novo Mundo, 011004-89, São Paulo. 
Telefone residencial: (11) 3290-0978
Telefone celular:  (11)9 8889-5443
Telefone comercial ou para recados: (se houver)
Nascimento: 23-08-2000
Naturalidade: São Paulo, SP.
Nacionalidade: brasileiro.
Estado civil: solteiro.
Instrução básica: Ensino fundamental I e II cursados na E.E Maria José. Atualmente, aluno regularmente matriculado no 3º ano do Ensino médio na escola E.E Casimiro de Abreu.
( se houver curso universitário ou outro, especificar aqui).
Cursos de aperfeiçoamento e especialização: curso de língua estrangeira moderna (Inglês) obtido no nível básico na escola Yazigi em 2012, curso de formação em Windows e Doss pela Bit Company em 2013.
Experiência profissional: Trabalho voluntário na Ong Natureza, sita à rua Unidos, 243, São Paulo, SP, no período de janeiro de 2013 a fevereiro de 2014 como instrutor de crianças.
(aqui colocam-se as informações em relação a todos os trabalhos realizados, inclusive estágios, citando os nomes e endereços das instituições.
Participação em Congressos e Conferências: participou do XV Encontro Nacional de Ecologia em 23-06- 2011 realizado em São Paulo na sala de Convenções do Anhembi.
Associações profissionais ou científicas a que pertence:  (se pertencer a alguma associação cite aqui)
Publicações: (aqui devem ser relacionados artigos escritos em revistas, jornais, livros etc.)
___________________________________

Bem, o currículo é basicamente isso, mas lembrem-se de que ele é pessoal, somente os dados próprios devem nele constar, tudo isso de modo impessoal. Pensem bem em tudo para não esquecer nenhum dado que pode ser valioso para você ao concorrer a um emprego. Até mais.




12 de ago de 2014

Eis-me aqui novamente para postar a matéria da última aula do projeto: Técnicas de redação.

Passemos agora à redação literária como já explicitado, um texto que depende da criação de um autor ao desenvolver um tema em determinado gênero.
Se no texto oficial não pode haver ficção e o vocabulário é técnico e padrão, na literária a criatividade e a variação do vocabulário é essencial para caracterizar um bom texto. 

1- O GÊNERO DESCRITIVO


Esse será o primeiro gênero a ser explorado por esse projeto em matéria de texto literário.
É uma forma de representar com palavras aquilo que vemos e podemos caracterizar cenas, objetos, pessoas, paisagens etc. de uma maneira própria.
O gênero descritivo não existe isoladamente, porém está inserido no processo narrativo quando precisamos caracterizar o espaço (lugar onde se passa a cena do episódio que vamos contar), ou pessoas (personagens), cenas e objetos.
Para descrever bem, é preciso, antes de tudo, ser um observador, criterioso na escolha dos adjetivos e locuções para caracterizar os nomes; advérbios, preposições ou locuções para localizá-los na cena, bem como fazer deduções, ter imagens estéticas belas para criar um estilo.
O mais importante é levantar todas as informações a respeito daquilo que está sendo descrito. E como técnica e amadurecimento daquele que descreve devem ser evitados os verbos de estado (ser, estar, parecer, ficar etc) se a cena descrita é estática (sem movimento).
Para aguçar e  facilitar a observação, propõe-se a construção do seguinte quadro para levantamento dos dados:

Descreveremos o quadro Tarde em Toulon, já discutido em classe, de João Batista Castagneto ( imagem abaixo)








Toulon- França 1893.



SUBSTANTIVOS
ADJETIVOS
LOCALIZAÇÕES
IMAGENS
O quadro Tarde em
Toulon
impressionista,
de João Batista
Castagneto
Mostra uma típica paisagem
à beira-mar
Três barcos
de passageiros
Ancorados em dia-
gonal, junto à praia
Provavelmente aguardam
a hora da partida
O maior deles
desbotado e gasto
pelo tempo
Preso à margem por uma
escora de madeira
Exibe fracas tonalidades de
branco e cinza
Uma lona
Velha, ocre
Jogada sobre o mastro
 protege do sol as pessoas no
seu interior
A embarcação
Menor
à direita do observador 
deixa à mostra apenas um
pedaço da proa e da vela
Outro bote
De tamanho médio,
 com o remo roçando
as águas
traz a alva vela eriçada com jeito
 de que vai partir
Os ocupantes
Poucos e tranqüilos
sentados
parecem conversar entre si
O vigor das pincela-
das
Deixadas propositalmen-
te pelo artista
No óleo sobre tela
tanto na areia, como no
mar
Sugerem a ideia de movimento
O céu
Alvacento e nublado
Mais ao longe
Não se distingue do oceano























Na montagem do texto, as frases são copiadas sem o acréscimo de novas palavras ou verbos de estado, sendo que sua estrutura pode ser iniciada por qualquer uma das partes do quadro acima.
Aliás, devemos variar seu início a cada nova frase, como veremos na montagem.

MONTAGEM DO TEXTO

O quadro impressionista Tarde em Toulon de João Batista Castagneto mostra uma típica paisagem beira-mar. Ancorados em diagonal junto a praia, três barcos de passageiros provavelmente aguardam a hora da partida. O maior deles desbotado e gasto pelo tempo, preso à margem por uma escora de madeira, exibe fracas tonalidades de branco e cinza.Jogada sobre o mastro, uma lona velha, ocre protege do sol as pessoas no seu interior, enquanto que a embarcação menor à direita do observador, deixa à mostra apenas um pedaço da proa e da vela. Outro bote de tamanho médio com o remo roçando as águas traz a vela eriçada com um jeito de que vai partir. Sentados, os poucos e tranquilos ocupantes parecem conversar entre si. O vigor das pinceladas deixadas propositalmente pelo artista no óleo sobre tela, sugerem a ideia de movimento, tanto na areia como no mar. Mais ao longe, o céu alvacento e nublado não se distingue do oceano.
  

E, assim, podemos descrever de forma mais criteriosa e madura qualquer cena deste tipo. Espero que tenham gostado.







  

11 de ago de 2014

CRASE ANTES DOS PRONOMES DE TRATAMENTO

Para começar, temos que diferenciar dois tipos de acentos gráficos:
a) acento agudo (´) - é usado para representar os sons de vogais  abertas e ditongos abertos. Ex: café, mocotó, sofá, heróico, chapéu.
b) acento grave (`) - é usado quando duas vogais a unem-se e se fundem em apenas um, sendo que um deles é uma preposição (para, em ) + um artigo caracterizando a crase.
Ex: Dirigiu-se à sala.  
à= para+a
* Observe bem a posição da grafia dos dois tipos de acentos.
No vocativo, precisamos estar atentos para o possível uso da Crase, que nem sempre ocorre.

Não colocamos crase do modo como queremos, seu uso tem uma regulamentação da gramática normativa. No caso dos pronomes de tratamento, a regra geral é que não devemos usá-la antes deles, mas há exceções: a crase é obrigatória antes de:
senhora
senhorita
madame
dona
Ex: Entreguei a carta à senhorita Marlene. à=  para + a.
Já em: Junto-me a Vossa Excelência nessa missão. (não há a união de dois as verifica-se aí, apenas, a preposição com.

EXERCÍCIOS (JÁ FORAM FEITOS E CORRIGIDOS NA MAIORIA DAS SALAS)

1- Dirigi-me a Vossa Senhoria para entregar a correspondência.
2- Refiro-me a Vossa Eminência da cidade de São Paulo.
3- A encomenda deverá ser entregue a dona Júlia apenas.
4- Alguém explicou a Vossa Santidade onde está o livro dourado?
5- Fale a senhorita Lili.
6- Leve essa pasta imediatamente a Vossa Magnificência.

Faça os exercícios em seu caderno e a correção virá depois. Até mais!

Correção dos exercícios acima:

1- Dirigi-me a Vossa Senhoria para entregar a correspondência.
Não uso a crase antes do pronome de tratamento grifado (não há a união de um a preposição + um a artigo)
2- Refiro-me a Vossa Eminência da cidade de São Paulo.
Também não ocorre a crase antes do pronome grifado pelo mesmo motivo acima.
3- A encomenda deverá ser entregue à dona Júlia apenas.
Usa-se a crase antes do pronome de tratamento sublinhado acima (ocorre aí um a preposição= para + um a artigo que acompanha o pronome dona).
4- Alguém explicou a Vossa Santidade onde está o livro?
Não se usa crase antes do pronome de tratamento sublinhado acima.
5- Fale à senhorita Lili.
Ocorre a crase antes do pronome de tratamento senhorita ( acontece a fusão dos dois as- para a.
6-  Leve esta pasta imediatamente a Vossa Magnificência.
Não ocorre a crase antes do pronome de tratamento sublinhado.

Observação:
Espero que tenham entendido a crase neste caso específico do pronome de tratamento e saibam aplicá-la corretamente quando elaborarem seus textos oficiais. Até a próxima!